No último dia 25 de dezembro às 19h na cidade una, o Seminarista Caíque Plabo foi Instituído  no Ministério do Leitorato, em uma solene missa presidida pelo Bispo Dom Carlos Alberto dos Santos, concelebrado por alguns padres e diáconos das foranias Sul e Centro.

“Bem-aventurado quem ler e quem escuta a palavra” (Ap. 1,3).  O que é a instituição do ministério do Leitorato?

O ministério do Leitorato é antiguíssimo (séc. I d. C.) e o primeiro ministério inferior a surgir na história da Igreja. Após o rito de instituição, o leitor terá, na celebração litúrgica, função própria que exercerá por si mesmo, ainda que estejam presentes outros ministros de ordem superior, ou seja, o leitor instituído tem precedência, no que concerne as leituras nas celebrações, sobre o acólito, o clero e os demais leigos, pois essa função lhe é própria. Também o leitor assume o dever de educar na fé as crianças e os adultos, prepará-los para que recebam dignamente os sacramentos, tornando-se um catequista oficial da Santa Igreja. Além disso, juntamente com o acólito, o leitor tem precedência nas bênçãos, após os bispos, presbíteros e diáconos.

Qualquer um pode receber esse ministério?

Não, atualmente, esse ministério é reservado aos homens. Porém, normalmente, quem o recebe, pela obrigatoriedade da caminhada, são os candidatos às Ordens Sacras.

O que isso significa na vida de um seminarista?

Ao se aproximar a ordenação sacerdotal, a Santa Igreja na sua pedagógica Tradição exige quatro passos mais concretos: o primeiro, é a Admissão às Ordens Sacras; o segundo, o Leitorato; o terceiro, o Acolitato, e o quarto, a Ordenação Diaconal. Depois disso acontece a Ordenação Presbiteral, onde o seminarista torna-se Padre, sacerdote do Altíssimo por toda a eternidade. 

Deixe uma resposta

Fechar Menu